CURSO DIGITAL 
Acesse onde e quando quiser.

NEUROCIÊNCIAS & GESTÃO: Como a preguiça cognitiva e os vieses travam a inclusão, liderança, governança, sustentabilidade e inovação?

Use seu cérebro e o pensamento crítico para aprender porque todos temos um cérebro preconceituoso e porque isso não é desculpa pra continuarmos errando.

Entenda porque não adianta falar nos chamados "Vieses Inconscientes". Você vai descobrir a importância dos VIESES COGNITIVOS: o que são, o que não são, como se livrar deles e como usá-los.

Em um curso super completo, com conteúdo EXCLUSIVO E INÉDITO e ainda com uma seleção de conteúdo NEUROCIENTÍFICO em formato ÚNICO.

Ilustração digital do cérebro com contornos e volumes desenhados por luminescência roxa. Sobre ele um balão de fala dizendo: “Relaxa, a culpa é minha!”.

Curso 100% Digital
Formato e bônus especiais

Público-alvo 

Profissionais que atuam como tomadores de decisões e gestão de pessoas. Profissionais de recursos humanos, facilities, jurídico, cultura organizacional, inclusão e/ou sustentabilidade. Demais interessados no tema.


Requisitos


É imprescindível ter domínio da língua portuguesa.

Sessões Tira-dúvidas (às 19h)

18.Março
08 e 29.Abril
20.Maio
10.Junho

Módulos e Aulas
100% Digitais

Aulas Ao Vivo e On-line

Participe da gravação das aulas ao vivo do curso e interaja com os professores, nas datas abaixo, sempre às 19h.


(AULAS FICARÃO GRAVADAS PARA SEREM ASSISTIDAS PELOS ALUNOS, QUANDO QUISEREM)

Vantagens que o Método Critical Thinking & Reflective Practice, que utilizamos no curso, oferece para você.

Na prática, como esse curso irá te ajudar?
Gerar condições para PROATIVIDADE
DIMINUIR ERROS em julgamentos e tomadas de decisão
Gerar ENGAJAMENTO 
das pessoas da organização
Promover uma LIDERANÇA INCLUSIVA
Garantir EFETIVIDADE e SUSTENTABILIDADE das ações inclusivas
Favorecer e estimular a CRIATIVIDADE 
Facilitar a ATRAÇÃO e RETENÇÃO de talentos
Criar uma verdadeira CULTURA INCLUSIVA
Promover os diferentes tipos de INOVAÇÃO 
Potencializar a DIVERSIDADE nas organizações 
Reduzir o PRECONCEITO e a DISCRIMINAÇÃO 

O grande diferencial deste conteúdo é unir conhecimentos das neurociências 
(neuroanatomia, neurofisiologia, neuromarketing, neuroaprendizagem, psicologia e neuropsicologia cognitiva e social), 
com o que há de mais atual em Gestão Inclusiva
(valorização da diversidade, promoção da acessibilidade e sustentabilidade).

PRA QUÊ ENTENDER COMO O NOSSO CÉREBRO FUNCIONA?


DE QUE ADIANTA SABER LIDAR COM OS VIESES?


  • Por que temos a dificuldade de mudar de ideia, mesmo diante da evidência de que estamos errados?

  • O que leva alguns de nós a achar que tudo vai dar errado em um projeto e outros a sempre acreditar que tudo vai dar certo?

  • Por que muitos de nós temos a tendência de achar que somos especialistas em assuntos que não dominamos?

  • Você costuma procrastinar, ou criticar as pessoas que fazem isso? Mas por que será que procrastinamos?

  • Seus julgamentos são sempre racionais? Ou você se deixa levar pela emoção? 

  • Até que ponto os preconceitos interferem em nosso processo de tomada de decisões?

Nas respostas a estas e outras questões está a chave para melhorar a qualidade dos nossos julgamentos e garantir uma tomada de decisões com base em boas premissas. Precisamos entender como pensamos, como tomamos decisões e como razão e emoção influenciam nosso jeito de ver e entender o mundo.

E na gestão, a forma como pensamos e nossos vieses cognitivos podem ser úteis ou prejudiciais?

Os vieses podem tornar as pessoas resistentes às novas informações e comportamentos, podem fazer com que se lembrem de informações imprecisas e impedir que a aprendizagem aconteça, bem como nos tornar insensíveis à necessidade do outro. Por outro lado, compreender essas percepções pode ser muito útil para diminuir conflitos, equilibrar diferenças e gerar mudanças em ambientes organizacionais.

Já na liderança, nos casos em que os vieses nos impedem de considerar novas ideias e de estar abertos à aprendizagem, eles afetam nossa capacidade de continuar a crescer e criar experiências eficazes, que nos levem na direção correta.

Além de estudar as heurísticas e os vieses cognitivos, também precisamos compreender como aprendemos e decidimos. Tudo isso é fundamental para entendermos como pensamos, que fatores interferem nesse processo e o que fazer para usar esse conhecimento a nosso favor.

ENTÃO, POR QUE SOMOS RACISTAS, CAPACITISTAS HOMOFÓBICOS, MACHISTAS, XENÓFOBOS...?  E POR QUE MUITAS VEZES SEQUER PERCEBEMOS?

Resumo da Ópera:
Premissas erradas, geram decisões equivocadas
e resultados medíocres

APRENDA CORRETAMENTE

Um curso criado a partir do MELHOR
da produção científica mundial

"Se vi mais longe foi por estar de pé
sobre ombros de gigantes."

Concordamos com o grande Isaac Newton! E por saber da importância de bases sólidas para a construção do conhecimento, reunimos para este curso o melhor conteúdo.

Curadoria de mais de 150 títulos entre livros, publicações científicas, vídeos e áudios de palestras sobre o tema e seus desdobramentos.

Os gigantes sobre os quais nos apoiamos são neurocientistas ou especialistas e pesquisadores, reconhecidos por sua relevância no tema e com diferentes marcadores sociais da diferença. São respeitados pela importância de suas pesquisas para compreender o ser humano, seus vieses e seu potencial para melhores julgamentos e tomadas de decisões. Coisas fundamentais para pessoas e organizações inclusivas de fato.

Conheça alguns dos gigantes que nos ajudaram a ver mais longe,  e que fundamentam boa parte do conteúdo do nosso curso.

O conteúdo desse curso foi construído a partir dos trabalhos dos seguintes autores e pesquisadores:

Daniel Kahneman - Psicólogo Social e judeu. Pesquisa economia comportamental. Ganhador de vários prêmios, incluindo um Nobel de economia. Estruturou os estudos sobre Vieses Cognitivos e o processamento dual.

Hanna Damásio - Neuroanatomista e neuropsicóloga. Foi agraciada com vários prêmios por suas pesquisas em neurociência cognitiva. Responsável pelo primeiro e mais importante Atlas de Anatomia do Cérebro Humano em imagens computadorizadas.

António Damásio - Neurologista, Diretor do Instituto de Cérebro e Criatividade da University of Southern California, recebeu diversos prêmios de Pesquisa Técnica e Científica. É reconhecido pelas suas descobertas sobre razão e emoção.

Suzana Herculano-Houzel - Neuroanatomista brasileira. Responsável pela descoberta do método de contagem de neurônios cerebrais e a relação entre córtex cerebral e dobras corticais. É reconhecida por publicações de popularização da ciências.

Gerd Gigerenzer - Psicólogo Social. Principal crítico das pesquisas de Daniel Khaneman. Atua principalmente com Psicologia Evolutiva e Economia Comportamental. Possui vários prêmios por sua produção científica.

Carl Hart - Neuropsiquiatra. Primeiro professor afroamericano de Ciências da Universidade de Columbia. Pesquisa o desamparo aprendido e como a criminalização das drogas tem sido baseada em preconceitos sociais e não em fatos científicos.

Mahzarin R. Banaji - Psicóloga Social. Recebeu vários prêmios e reconhecimentos. Cunhou o termo “Vieses Implícitos”. Pesquisa os mecanismos neurológicos envolvidos nos preconceitos sociais ocultos em relação a determinados grupos. Participa do IAT.

Daphna Joel - PhD em psicologia. Neurocientista comportamental. Pesquisa questões relacionadas ao cérebro, sexo e gênero. Enfoca a percepção da identidade de gênero e as práticas sexuais.

Justine Sergent - Libanesa. PhD em Neuropsicologia. Foi professora de neurologia e neurocirurgia. Uma das primeiras pesquisadoras a trazer evidências da neuroanatomia funcional do processamento facial.

Eric Kandel - Judeu, foi vítima do anti-semitismo. Psiquiatra e neurobiólogo. Pesquisa os mecanismos moleculares de armazenamento da memória. Recebeu vários prêmios, incluindo um Nobel de Fisiologia e Medicina. Organizou o livro referência com os princípios de neurociência.

David Cox - Psicólogo e Biólogo, PhD em Neurociência. Dirige o Laboratório de Inteligência Artificial MIT-IBM Watson. Trabalha com ferramentas e tecnologia de sistemas sensoriais e motores.

Anelis Kaiser - Psicóloga Social, PhD. Professora de Estudos de Gênero. Pesquisa a influência de noções heteronormativas na orientação sexual e o preconceito. Seu trabalho conceitual é fundamentado no neurofeminismo.

Kathleen Taylor - Filósofa, mestre em psicologia e doutora em neurociência computacional. Neurocientista com foco em fisiologia, psicologia e neurociência da crença. Examina o lado prático e ético das novas tecnologias.

Melissa Hines - PhD em neuropsicologia. Neurocientista premiada que estuda o desenvolvimento do gênero e como a interação da experiência pré-natal e pós-natal molda o desenvolvimento e o comportamento do cérebro.

Rebecca Saxe - Filósofa e psicóloga, PhD em neurociência. Nomeada uma das "10 brilhantes" cientistas da Popular Science Magazine com menos de 40 anos. Trabalha com a teoria da mente, a plasticidade do córtex, empatia, conflito de grupo e atribuição de emoção.

 Foto da capa do livro Rápido e Devagar. A capa é branca e tem a foto de um lápis em posição horizontal no centro. Acima do lápis está escrito: Rápido e Devagar. Logo abaixo do lápis está escrito: Daniel Kanneman.
 Foto de Anelis Kaiser. Ela é uma mulher adulta branca, cabelos pretos encaracolados, usa óculos e está sorrindo. Está com o cotovelo apoiado em uma mesa e com a mão no queixo. À sua frente um monitor com a RMI de um cérebro.
 Foto da capa do livro Decartes' Error. A capa é branca e tem a ilustração de um cérebro no centro. Na parte superior, em letras pretas, está escrito: Decartes' Error. Na parte inferior está escrito: Antonio Damasio.
 Foto de Mahzarin R. Banaji. Ela é uma mulher adulta branca, tem cabelos castanhos claros, lisos e curtos. Usa óculos e está sorrindo.
 Foto da capa do livro Principles of Neural Science. A capa é azul, tem ao centro uma ilustração com linhas em azul claro, formando uma composição de neurônios. Na parte superior está escrito: Principles of Neural Science. E na parte inferior está escrito: Eric R. Kandel, James H. Schwartz, Thomas M. Jessell, Steven A. Siegelbaum, A. J. Hudspeth.
 Foto de Carl Hart, homem negro, maduro, tem dreads longos em todo cabelo grisalho e usa camisa social com blazer escuro.

Utilize as Neurociências para implementar soluções com efetividade

Por que fazer esse curso com o Instituto Diversitas?

Nossos 20  anos de Mão (nessa) Massa

Durante os últimos 20 anos temos, literalmente, colocado a mão na massa e aprimorado nossos pontos de vista sobre julgamento e tomada de decisão no contexto da inclusão e diversidade. Através de observação direta, trabalho de escuta e atividades interativas em diversos ambientes, inclusive no corporativo, fizemos descobertas importantes. Estas descobertas são embasadas em conhecimento científico de qualidade. 


Nessa caminhada, já vimos de tudo: bons projetos mal executados, ótimas execuções de péssimas ideias e ações mirabolantes que são puro marketing (no mau sentido).

A repetição de determinados comportamentos, inevitavelmente, conduz a resultados indesejados. 

Tudo isso acontece, na maioria das vezes, devido a erros graves no momento de tomar as decisões. É aquela velha história: você pode construir o melhor veículo espacial para fazer uma viagem a Marte. O suprimento de combustível foi bem dimensionado, os instrumentos de navegação traçam e ajudam a seguir a rota com precisão, a comunicação com a equipe de terra é perfeita, enfim, você dispõe de todos os recursos para chegar ao destino planejado. 

O problema é que você esperava encontrar um grupo de astronautas que viajou antes. Mas eles tinham ido para a Lua, não para Marte. Todos os esforços e recursos foram desperdiçados simplesmente porque você partiu de uma premissa errada, tomou uma decisão equivocada e, portanto, obteve um resultado desastroso. E o pior de tudo é que a vista do planeta vermelho é tão incrível e o ego dos idealizadores do projeto é tão inflável, que eles preferem acreditar que fizeram a coisa certa. #SóQueNão.

Temos visto esse filme o tempo todo e a história sempre se repete. Por que será? 

O estudo das Heurísticas e dos Vieses Cognitivos é um passo importante para entendermos como o nosso cérebro funciona e, assim, estarmos preparados para usar os atalhos mentais a nosso favor. 

Todos temos uma tendência natural ao preconceito, mas saber disso nos dá meios de lidar com os vieses e usar as premissas corretas.

Afinal, por que você precisa desse curso?

Para ter uma empresa "For All" 

Diversificação da força de trabalho e diminuição de situações de exclusão de grupos marginalizados.

Menos Greenwashing e menos Redden Wall

Ações inclusivas e pró-diversidade, de fato efetivas e sustentáveis.

Para usar bem o cérebro e todo seu potencial cognitivo

Julgamento e tomadas de decisões pautadas em conhecimento técnico de qualidade e na "boa intuição".

Para otimizar Recursos

Premissas corretas, estratégias certas e recursos adequados levam a melhores decisões. 
 
Isso evita desperdício de tempo, de recursos humanos, financeiros e materiais.

Para ir além do marketing

Impactos positivos significativos na empresa, na vida dos colaboradores, clientes e comunidades. Visibilidade é só consequência de um bom trabalho.

Para valorizar a imagem da empresa

Referência em inovação inclusiva e não apenas um repetidor de modelos, decisões e ações de outros.

Para engajar as pessoas de corpo e alma

Compromisso e dedicação de líderes, gestores e demais colaboradores em todos os projetos da organização.

Para Desenvolver a Inteligência Coletiva

Incremento da performance de todos os colaboradores a partir da diversidade do potencial cognitivo do grupo.

Para Desenvolver a Inteligência Inclusiva

Aprendizado sobre diversidade aplicado ao seu crescimento pessoal e aperfeiçoamento profissional.

Porque o conteúdo é aplicável em vários contextos

Apesar do curso ter foco direcionado às questões organizacionais sobre gestão inclusiva, o conteúdo é super útil para todas os aspectos que impactam a nossa vida.

Que questões você será capaz de responder
a partir deste curso?
(A ordem dos itens pode variar de acordo com a didática)

Todas as imagens desta sessão são ilustrações digitais coloridas da personagem Brai. A personagem tem a cabeça em formato de encéfalo e pode representar gêneros diversos, a depender da situação. Nesta ilustração, Brai usa chapéu e distribui cartas de baralho, como um crupiê. Os baralhos possuem os números referenciados nos mitos sobre o cérebro e citados no texto ao lado.
ABRINDO O JOGO
Você está se deixando enganar pelos mitos sobre como seu cérebro funciona e como pensamos?

Verdade ou mentira?

“Mude seus hábitos em 21 dias”

“Usamos só 10% do nosso cérebro”

“Eu consigo prestar atenção em 2 coisas ao mesmo tempo.”

“Temos um cérebro reptiliano.”

1
Brai está caracterizado como executivo nacional, de terno, óculos escuros e pasta na mão. Atrás dele, silhueta de sua persona emocional, imitando Hamlet em busca de respostas para o sentido da vida.
“O CORAÇÃO TEM RAZÕES QUE A PRÓPRIA RAZÃO DESCONHECE”
 Razão X Emoção: Decisões racionais são melhores que decisões emocionais?

O CEO do seu cérebro: O que é o Lobo Frontal e como ele pode ser um grande aliado para uma vida de qualidade e uma organização de sucesso?


2
Brai está caracterizado como a jovem ativista paquistanesa Malala. Ela está com as mãos sobre livros em uma mesa. Atrás dela há um mapa mundi sobre uma estampa de trigo.
SEPARANDO O JOIO DO TRIGO
Como nosso cérebro usa atalhos mentais e algoritmos para resolver problemas?

Qual a diferença e a relação entre vieses cognitivos, vieses implícitos, “vieses inconscientes” e preconceitos?


3
 Brai está caracterizado como Einstein, equilibrando um X na palma da mão.
O X DA QUESTÃO
Por que não saber a diferença entre eles é um problema para uma gestão inclusiva e sustentável?

Exemplo: 
Programa de trainee exclusivo para pessoas negras de empresa do varejo.


4
 Brai está caracterizado como um rapaz gordo. Ele usa uniforme de futebol pink, com estampa de arco-íris e tem uma bola de basquete a seus pés. Acima da cabeça de Brai, tem uma interrogação e, dentro de um balão de pensamento, há uma bola de futebol.
NÃO TROQUE AS BOLAS!
Por que leigos estão ensinando, de modo enviesado, "vieses inconscientes”? 

Por que estão usando viés como sinônimo de preconceito?
Por que não devemos cometer estes erros? 

Devemos usar termos como “viés de gênero” e “viés de maternidade”? 

Quais os impactos para as pessoas, organizações e ações pró-diversidade?


5
 Brai está caracterizado como Cazuza. Ele está no palco e usa faixa vermelha na cabeça e tem um microfone na mão.
MENTIRAS SINCERAS
 ME INTERESSAM
Que vieses estão presentes na divulgação deste curso? 

Será que algum funcionou com você?





6
 Brai usa uma touca de banho. Ele está dentro de uma banheira, com um navio de brinquedo onde está escrito Titanic, e um patinho amarelo. O navio bate em um iceberg e espirra água no olho de Brai.
ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA, TANTO BATE ATÉ QUE FURA
Qual a origem dos vieses?

Como eles podem nos tornar preconceituosos automáticos?

Exemplo: Empresa do setor de produtos cosméticos - Campanha do dia dos pais com "mais diversidade".

7
 Brai está choroso, usando pijama verde e pantufas com orelhas de coelho. Ele segura um copo de leite. A caixinha está tombada sobre mesa e o leite escorre até o chão.
NÃO ADIANTA CHORAR
 O LEITE DERRAMADO
Como os vieses impactam nossos julgamentos e tomadas de decisão?

O que são heurísticas e como usá-las em prol de uma cultura inclusiva, 
sustentável e pró-diversidade?

Exemplo: Contratação às cegas.
Sempre funciona?

8
 Brai está caracterizado de madame. Ela é negra e tem na mão uma embalagem de pimenta, que coloca no olho como se fosse colírio.
PIMENTA NO OLHO 
DO OUTRO É REFRESCO
O que são microagressões e como os vieses podem alimentar esse tipo de violência nas organizações? 

Exemplos de microagressões capacitistas, machistas, racistas, sexistas, homofóbicas, geracionistas etc
.
9
 Brai está caracterizado de moça negra, sentada num tapete, em posição de meditação, com uma vela acesa de um lado e um incenso do outro.
A PRESSA É A INIMIGA
DA PERFEIÇÃO
Por que as pessoas 
acreditam em fake news?

O que é preguiça cognitiva e por que as pessoas inteligentes se 
deixam dominar por vieses?

Análise: Papagaio de Pirata X Pigmeu sobre ombros de gigantes - Pensar dá trabalho, mas faz toda diferença!

10
 Brai está caracterizado de Roberto Carlos, segurando seu microfone de pedestal articulado e uma rosa vermelha. As cores predominantes são o azul e o branco.
SÃO TANTAS EMOÇÕES
Por que a maioria dos treinamentos não funcionam? 

Por que, segundo 30 anos de evidências, os treinamentos “em Diversidade e Inclusão” são ainda menos eficazes? E por que continuamos investindo neles?

Para ilustrar: “Treinamento obrigatório de Vieses Implícitos para profissionais de Saúde em 2 estados norteamericanos.”

Exemplo: “Treinamento antirracismo” de uma cadeia internacional de cafeterias.

11
 Brai está caracterizado como o Exterminador do Futuro. Ele usa óculos escuros, jaqueta preta de couro e tem um rifle nas mãos.
HASTA LA VISTA, BABY!
O que são técnicas de debiasing? 
 
Quais são suas principais características e estratégias e como auxiliam no combate ao preconceito e à discriminação?
 
Como usá-las contra o preconceito e na promoção de uma cultura pró-diversidade, que gere resultados efetivos e significativos?

12
 Brai está caracterizado como Frida Kahlo. Ela ergue um pincel com uma das mãos.
A GENTE NÃO 
QUER SÓ COMIDA…
O que é dieta cognitiva e como ela pode auxiliar na mitigação dos vieses?

Que vieses estão impedindo as empresas de usar o que realmente funciona?

Exemplo: Como Arte e Cultura podem ser ferramentas fundamentais no ensino-aprendizagem e nas ações pró-diversidade e pró-sustentabilidade?

13
 Brai em duas caracterizações: Darth Vader e Super Homem, em combate com sabres de luz.
QUE A FORÇA 
ESTEJA COM VOCÊ!
Como nosso cérebro aprende? Como mudamos comportamentos? 

Como usar os vieses a nosso favor?

Exemplo: Qual a melhor estratégia para promover uma boa educação pró-diversidade e pró-sustentabilidade na empresa? 

Como gerar comportamentos inclusivos?

14
 Brai está caracterizado como Charles Darwin, saindo de dentro de uma caixa onde está escrito EVOLUÇÃO. Ao lado, um macaquinho ergue uma lâmpada acesa.
PENSANDO FORA
 DA CAIXA
Como o pensamento crítico gera criatividade e promove a inovação?

Por que a interseccionalidade é fundamental para superar os vieses e combater o preconceito e a discriminação nas organizações?

Exemplo: Censo da Diversidade - Quem está fazendo do jeito certo?


15
 Brai está usando chapéu de caipira, ao lado de uma grande cenoura enterrada, de onde sai um pequeno ramo. Ele olha para o outro lado de uma cerca, onde há uma pequena cenoura enterrada, de onde sai um grande ramo.
A GRAMA DO VIZINHO
É SEMPRE MAIS VERDE?
Como fazer do benchmarking uma ferramenta eficaz para as organizações?

Exemplo: O que fazer para impedir que o benchmarking gere vieses prejudiciais para as ações inclusivas e sustentáveis?

16
 Brai está caracterizado como uma árbitra de futebol loira, com um apito na boca e o cartão vermelho na mão, ao lado de uma bola.
TIME QUE ESTÁ GANHANDO,
AÍ É QUE SE MEXE
Organizações que já consolidaram “programas pró-diversidade ou pró-sustentabilidade” estão sujeitas a vieses que podem estagná-las ou fazê-las retroceder. 

Que vieses são esses? Como superá-los?

17
 Brai está caracterizado como a garota ativista Greta Thumberg. Ela segura um cartaz onde está escrito: SKOLSTREJK FÖR KLIMATET.
NUNCA É TARDE
PARA COMEÇAR
Quais os principais vieses que uma organização que está iniciando no tema precisa enfrentar? 

Quais as vantagens das organizações que estão começando agora?

Exemplo: Elaboração e desenvolvimento de ações inclusivas, pró-diversidade e pró-sustentabilidade.

18
 Brai está caracterizado como uma astronauta dentro de um foguete espacial. Presa ao foguete, tem uma etiqueta onde está escrito: 3 Bilhões. Uma trilha de bolinhas indica que ele está indo para Plutão, mas outra trilha indica que o destino correto seria a Lua.
DE BOAS INTENÇÕES, O INFERNO ESTÁ CHEIO
O que é sistema de recompensa cerebral e como ele funciona?

Por que “boa vontade e boas intenções” são duas das principais barreiras para a gestão inclusiva e a valorização da diversidade nas organizações?


Será que sua empresa pratica Greenwashing ou Redden Wall?

19
Brai caracterizado como um jovem negro musculoso (bombadão). Ao seu lado, silhueta de duas garotas. Há coraçõezinhos sobre as cabeças das garotas. O rapaz está em pose exibicionista, mas há um gatinho fofo sobre o boné em sua cabeça.
VOCÊ ESTÁ BEM NA FITA,
#SÓ QUE NÃO
Por que supervalorizamos nossas ações e resultados, mesmo quando são ineficazes ou medíocres?

Por que não conseguimos ver os erros que cometemos nas ações pró-diversidade ou pró-sustentabilidade?

20
 Brai está caracterizado como uma mulher japonesa em trajes tradicionais. Ela usa acessórios de ouro e olha encantada para a mão, onde tem um anel prendendo um vagalume.
NEM TUDO QUE RELUZ É OURO!
Qual a diferença entre ações inclusivas e práticas pró-diversidade? Por que isso importa? 

Por que investir apenas em práticas pró-diversidade alimenta nossos vieses e reforça preconceitos? Qual é o caminho?


21
 Brai está caracterizado como um jovem deitado sobre uma toalha na areia da praia. Ao lado, um siri em cima de um relatório.
POR QUE FAZER HOJE
 O QUE PODE SER DEIXADO
 PARA AMANHÃ?
Por que procrastinamos? 

Procrastinar é sempre ruim?

Como o preconceito contra a procrastinação está minando a capacidade de inovação das organizações? 
O que os vieses e a diversidade têm a ver com isso?

22
 Brai está caracterizado como um chefe de bigodes e barba ruiva, que tem auréola, usa camiseta com estampa de arco-íris e tem na mão uma faixa onde está escrito: Promovido. Ao lado há um personagem sorrindo, com os braços para cima e um coração sobre a cabeça. Das costas de Brai sai a silhueta de um demônio em chamas. Ao seu lado, o mesmo personagem aparece chorando, com uma faixa sobre a cabeça, onde está escrito: Demitido.
AS APARÊNCIAS ENGANAM
Por que promover uma cultura de generosidade e valorizar o perfil “doador” na sua organização?

Que vieses favorecem a sociopatia organizacional em cargos de liderança?
Como combater os sociopatas organizacionais e gerar liderança inclusiva?

23
 Brai se olha no espelho. No lugar do próprio reflexo, ele vê a imagem do personagem Coringa.
DORMINDO COM O INIMIGO
Por que consultorias e prestadores de serviços, “especializados”, podem ser os maiores adversários do seu projeto? E por que não conseguimos perceber? 

Exemplo: Quando e como as consultorias em diversidade e serviços em inclusão e acessibilidade atrapalham os avanços pró-diversidade, reforçam o preconceito e favorecem a discriminação? 

Como mitigar os vieses 
relacionados a isso?

24
Brai está caracterizado como uma mulher morena de cabelos curtos. Há um queijo estampado na camiseta e sai fumacinha do cérebro. De um lado, há um mini Batman que diz Não no ouvido dela e, do outro lado, um mini Coringa que diz Sim.
A CULPA É DO SEU CÉREBRO. E A SOLUÇÃO TAMBÉM!
Como as neurociências podem auxiliar pessoas e organizações a se desenvolverem?

Como usar as neurosciências no combate ao preconceito e a discriminação?

Como usar o cérebro para evitar desperdícios de recursos, inclusive financeiros?

25
Logomarca do Instituto Diversitas


Você Conhece o
Instituto Diversitas?

grandes áreas

Não basta pensar fora da caixa. A gente integra o que há de melhor fora dela. Somos os únicos no Brasil a unir Neurociências, Gestão Inclusiva e Sustentabilidade a favor das organizações.

1
somos número um 

Os primeiros no Brasil a atuar com vários marcadores sociais da diferença, de forma interseccional.

+ de 200
ações realizadas

São centenas de parcerias em nossa história. Mais de 200 ações realizadas em organizações de grande porte.

1001
Utilidades

Somos referência Teórica e Prática em DESIGN UNIVERSAL como método, na promoção da acessibilidade física, social e intelectual.

+ de 30 
especialistas

Somos mais de 30 especialistas em inclusão, diversidade, acessibilidade e sustentabilidade, com formações e 
experiências únicas. 

+ de 60 
anos de experiência

Nossa diretoria soma 60 anos de experiência em inclusão. Contando os especialistas, são cerca de 250 anos!

UniDiversidade:
As neurociências a favor da diversidade,
 inclusão e sustentabilidade

O programa UniDiversidade foi criado pelo Instituto Diversitas como uma estratégia de educação inclusiva pró-diversidade e pró-sustentabilidade. Nos guiamos pela ética e nos baseamos no conhecimento técnico científico mais atual de neurociências e gestão inclusiva.

O Instituto Diversitas é um negócio social com expertise em Gestão Inclusiva e com 10 anos de atuação. Somos especialistas em pesquisa, produção e divulgação de conteúdo significativo, além de formação de pessoas e serviços técnicos para Gestão Inclusiva.
O principal objetivo da UniDiversidade é democratizar o acesso à informação e construir conhecimento relevante e de qualidade, através de diferentes estratégias (presenciais e online).
Tudo isso para atender ao desafio de encontrar conhecimento de qualidade sobre inclusão, diversidade e acessibilidade.

O Instituto Diversitas reúne profissionais que representam os diversos marcadores sociais da diferença, todos com formação acadêmica e especialização em diferentes áreas do conhecimento. O prestígio do Instituto Diversitas e a experiência de sua equipe constituem a pedra fundamental do programa UniDiversidade.
EQUIPE PEDAGÓGICA
Como aprendemos? 
Como nossa memória funciona?
Saber as respostas a estas questões é imprescindível para qualquer ação educativa. Para criar um curso de qualidade, é necessário mais do que contar com especialistas no tema em questão. Por isso, o Instituto Diversitas conta com uma equipe pedagógica que simplifica ao máximo o conteúdo técnico, facilitando a conexão entre teoria e prática. São especialistas em neurociências aplicadas à aprendizagem de adultos, trabalhando de forma sistêmica e integrada. 

São profissionais das seguintes áreas:

CONTEÚDO - Conteudistas são alquimistas do conhecimento. Atuam como agentes de transformação, partindo de saberes prévios e validados. Geram novos conhecimentos como resposta a uma questão específica.
CURADORIA - Profissionais que atuam como pescadores de conteúdo. Isso é mais do que apenas garimpar informações na internet. Significa encontrar, analisar, selecionar e extrair o que há de melhor em termos de materiais e autores, em diferentes formatos e que fundamentam os conteúdos.
PEDAGOGIA - Atua como o GPS do aprendizado. Mostra os melhores caminhos para o conhecimento, respeitando os diferentes perfis das pessoas. Define as estratégias e ferramentas de ensino e aprendizagem.
DESIGN INSTRUCIONAL - Ou estilista das ideias. Cuida para que o conteúdo seja apresentado de forma atraente, prazerosa e compreensível. Desenvolve as apresentações e demais materiais didáticos.
FACILITAÇÃO e MEDIAÇÃO - São animadores de inteligência. Estimulam o pensamento crítico para que o aprendiz seja o protagonista na construção do conhecimento. Apresentam o conteúdo fazendo a ponte entre uma informação complexa e o conhecimento aplicável.
COORDENAÇÃO, FACILITAÇÃO E MEDIAÇÃO

Lorem ipsum dolor,sit amet consectetur adipisicing elit.

 Foto de rosto de Renata Andrade. Mulher morena, cabelos curtos, cacheados e pretos. Sorriso aberto, batom vermelho.

Professora Mestra Renata Andrade
Inclusivista e Neurocientista Social (doutoranda), graduada em Filosofia.
Especialista em Gestão Inclusiva,
Diversidade e Acessibilidade.
Pesquisa sobre neurociência do preconceito, neurociência cognitiva e social e neurociências aplicadas às organizações.


25 anos dedicados a pesquisas, estudos e trabalhos na área de gestão e inclusão.
Desenvolve e implementa projetos com foco em diferentes marcadores sociais da diferença.
Elabora, desenvolve e gerencia programas, projetos e ações inclusivas para organizações de médio e grande porte nas áreas empresarial, cultural e educacional.
Participa de discussões internacionais como membro de redes de pesquisas exclusivas para especialistas.

A condição de mulher multirracial, criada em uma família negra e no seio de uma comunidade machista, levou essa mineira radicada em São Paulo a trabalhar com pessoas em situação de exclusão como:

- Crianças e jovens em comunidades vulneráveis.
- Pessoas em situação de rua e mulheres de baixa renda em situação de exploração sexual.
- Projetos de fortalecimento cultural junto a povos originários (comunidades indígenas).
- Reabilitação e inclusão psicossocial de pessoas com deficiência.
- Empregabilidade de refugiados e pessoas em situação de exclusão econômica.

A Profª Renata sempre buscou compreender a realidade na qual estava inserida para transformá-la. Essa paixão a fez mergulhar fundo na área de pesquisa. A primeira delas, ainda na faculdade de filosofia, teve como área de estudo Ética e Comportamento. Daí em diante vieram muitas outras, envolvendo outras áreas como psicologia, sociologia, administração e neurociências. Sua pesquisa em Gestão Inclusiva foi reconhecida pela UNIFESP como o melhor projeto do ano de 2016, do programa de Mestrado Profissional em Inclusão e Tecnologia.

Mergulhar no universo das pesquisas científicas resultou em maior capacidade de identificar as reais causas de problemas, antecipar possíveis erros e prever tendências a partir de dados. Essa habilidade é uma vantagem no julgamento e tomada de decisões em gestão inclusiva e ações pró-diversidade. A ampla experiência prática e o profundo conhecimento técnico tem sido fundamental para o seu trabalho como diretora técnica no Instituto Diversitas onde também atua como consultora sênior em grandes organizações e na formação e aperfeiçoamento de outros profissionais.

Em 2018, idealizou e coordenou o Curso Gestão Inclusiva & Liderança, premiado pela UNESCO. Apenas 11 foram selecionados entre os mais de 180 projetos inscritos de vários países ibero-americanos.
Seu espírito inquieto, seu pensamento crítico e plural, mas sempre acolhedor, têm sido transmitido para seus incontáveis alunos em cursos de pós-graduação nas áreas da saúde, educação, direito, biblioteconomia, museologia, administração, engenharia; e também nos inúmeros cursos e palestras in company, para profissionais das áreas de gestão, recursos humanos, educação corporativa, facilities, negócios, inovação e diversidade. Atuar como professora de filosofia e em treinamentos in company despertaram a curiosidade pelo processo de aprendizagem e a necessidade de estudar neurociência cognitiva.

O contato permanente com a diversidade humana e processos inclusivos, aliado a diversos cursos técnicos e de pós-graduação nas áreas de gestão inclusiva, acessibilidade, reabilitação e gestão, resultaram no desejo de compreender o comportamento e a origem do preconceito, o que a levou a estudar neurociência cultural e social.

Para se manter sempre atualizada, participa das discussões internacionais como membro de redes de pesquisas exclusivas para especialistas:

- Global Neuroscience Researchers (GloNeuro) – para cientistas que trabalham com divulgação e atualização de pesquisas sobre aplicações das neurociências.
- Global Network of Diversity Researchers – discute pesquisas e melhores práticas sobre Diversidade e Gestão Inclusiva.
- International Association of Accessibility Professionals (IAAP) – para especialistas em acessibilidade e Design Universal.

A Profª Renata transforma conhecimento técnico em resultados qualitativos mensuráveis. Muito além dos produtos de prateleira, ela busca e encontra soluções autênticas, estruturadas, sustentáveis e de alto impacto.

 Foto de rosto de Rafael Vieira. Homem branco, careca, usa óculos e está com sorriso aberto.

Professor Especialista Rafael Vieira
Neurocientista, graduado em Pedagogia.
Especialista em Comunicação Inclusiva.
Especializou-se em "Fundamentals of Neuroscience" (Harvard) e pós-graduou-se em Neurociência da Aprendizagem.

40 anos de atuação e estudos na área de comunicação e aprendizagem.
É pesquisador nas áreas de “neuromarketing”, neurofisiologia e neuroaprendizagem.
É membro da Global Neuroscience Researchers (GloNeuro).
No Instituto Diversitas coordena e supervisiona ações inclusivas e projetos de Comunicação Inclusiva e Acessível para organizações de grande porte. Também coordena e ministra cursos sobre inclusão, preconceito e capacitismo.

Publicitário premiado, esse baiano e cidadão do mundo é pesquisador em Comunicação Inclusiva e neurociências. Escritor com diversos livros publicados, desenvolve conteúdos sobre temas relacionados a neurociências, inclusão e diversidade. Atuou como publicitário nas principais agências de propaganda do Norte e Nordeste. Exerceu as funções de redator e diretor de criação, sendo reconhecido através de premiações como:

  • Prêmio Colunistas (diversas categorias desde 1982) 
  • Profissionais do Ano (Rede Globo)
  • Top de Marketing Político Nacional - (Revista Propaganda)
  • Top de Marketing Regional Norte e Nordeste (ADVB)
  • Troféu Dodô e Osmar - Prêmio Criatividade Carnaval da BA

A experiência em propaganda despertou seu interesse pelos recursos de comunicação acessível e mais tarde pela comunicação inclusiva, tornando-se pesquisador, professor e consultor.

Escritor com diversos livros publicados, ocupa a cadeira 38 da Academia Jequieense de Letras (BA). Alguns de seus livros infanto-juvenis são adotados por escolas brasileiras públicas e privadas. A formação em pedagogia junto com a produção literária proporcionaram o contato com a educação especial e inclusiva.

Músico, compositor, letrista e produtor tem canções gravadas por diversos artistas no Brasil e na Europa. Essa paixão pela música e a intimidade com a diversidade cultural estreitou ainda mais os laços com a cultura popular. Em 2014, participou de um dos festivais de música da Fundição Progresso, tendo sua música gravada no CD das 10 melhores marchinhas de carnaval daquele ano.

Esse caldeirão de criatividade, mais a curiosidade científica e a capacidade de observação e análise adquiridas durante a graduação em geologia, possibilitam o desenvolvimento de soluções inovadoras e efetivas, características que são fundamentais na gestão inclusiva.

Formação continuada, permanente atualização, ampliação e aprofundamento de conhecimentos tem sido uma constante em sua vida profissional e acadêmica. Para se manter em dia com as mais recentes descobertas, participa de discussões da comunidade científica, através de redes como a Global Neuroscience Researchers GloNeuro), voltada para divulgação e atualização de pesquisas sobre aplicações das neurociências.

Tudo isso despertou uma nova paixão no Prof.º Rafael: compreender a diversidade humana e promover sua valorização.

A experiência e conhecimento passaram a ser usados para aprimorar seu olhar e atuação como pesquisador. O pensamento crítico, à luz das neurociências, tem sido decisivo em seu trabalho como coordenador no Instituto Diversitas, onde atua em atividades como:


  • Desenvolvimento de conteúdos e materiais sobre inclusão, diversidade, acessibilidade e sustentabilidade.
  • Coordenação e supervisão de ações formativas e estruturantes pró-diversidade e pró-inclusão.
  • Consultoria de projetos de Comunicação Inclusiva e Comunicação Acessível, em organizações de grande porte.

Além disso, o Prof.º Rafael também coordena e ministra cursos sobre inclusão e preconceitos como, por exemplo: o curso sobre Capacitismo, realizado para profissionais de todas as sedes e subsedes do Conselho Regional de Psicologia (CRP), do Estado de São Paulo.


Por que esse curso tem tanto valor?

Motivo #1. 
Amplitude e ineditismo do tema 
e da abordagem. 

Você vai encontrar neurocientistas em outros cursos? Sim! 
Vai encontrar especialistas em diversidade em outros cursos? Sim! 
Vai encontrar inclusivistas que também são neurocientistas? 
Só neste curso!

Motivo #2. 
Qualidade, Profundidade e Riqueza dos conteúdos de referência teórica e prática.

Sabe aquelas pesquisas de obras, autores, periódicos, e vídeos que todos precisamos fazer para estudar e nos atualizar sobre um determinado assunto?
Já fizemos isso pra você!
Nosso curso é baseado nessas pesquisas e nele você encontrará os conceitos, práticas, exercícios, técnicas e ferramentas para dominar as premissas corretas com praticidade e simplicidade.

Motivo #3. 
Método baseado em neurociências favorece a aprendizagem. 

A metodologia adotada para o curso usa o pensamento crítico e a prática reflexiva sobre experiências pessoais e coletivas, com dicas, técnicas e ferramentas para você ressignificar antigas vivências, revisitar paradigmas e construir novas premissas.

Motivo #4. 
Qualidade do 
material didático. 

Seguimos as diretrizes internacionais adotadas pela Unesco (Estratégie Globale d'Elaboration des manuels scolaires et materiels didactiques) para EAD na modalidade assíncrona (ensino à distância, on line, gravado!). Isso inclui: Fontes confiáveis. Diferentes formatos. Linguagem clara, envolvente e dialógica. Em sintonia com as demandas/contexto do aluno. Atraente, instigante, provocativo e divertido.

Motivo #5. 
Subsídios para 
aplicação prática. 

Exercícios, estudos de caso, exemplos, dicas, sugestões de estratégias e ferramentas, que ajudarão você a ir da melhor teoria para a melhor prática.

Motivo #6.
Gis - Gestão Inclusiva Sustentável Comunidade de Aprendizagem exclusiva.

Como parte do bônus exclusivo desta edição, os alunos terão acesso, durante 3 meses, à comunidade de aprendizagem Gis - Gestão Inclusiva Sustentável.
Encontros periódicos online, ao vivo, com especialistas e interação entre membros, para troca de experiências, compartilhamento de dúvidas e soluções, mediadas por especialistas.

Por que esse curso 
VALE MUITO MAIS DO QUE CUSTA?

Conhecimento de qualidade não tem preço. Tem valor. Por isso você precisa saber
porque o valor cobrado é muito menor do que deveria ser, conheça os motivos:

Somos um Negócio Social comprometido com a divulgação científica e a democratização do acesso ao conhecimento.

Somos especialistas em Gestão Inclusiva que se baseia em Economia Compartilhada e Construção Colaborativa.

Sua compra é uma atitude inclusiva, pois ao adquirir um curso do Instituto, o participante está contribuindo com os projetos de pesquisa e ações inclusivas para diferentes marcadores sociais e comunidades.

BÔNUS EXCLUSIVOS
E você ainda vai receber todos estes bônus!

Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Tabela de Heurísticas, Vieses Cognitivos, Vieses Implícitos e "Vieses inconscientes".



De: R$ 297,
Por: R$ 0,

Quadro comparativo que correlaciona os vieses e descreve os seguintes aspectos de cada um: histórico, pesquisadores, definição, conceito pedagógico, características neuropsicológicas, exemplos, observações relevantes e instituições de referência.

Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Glossário de termos básicos para compreender a neurociência dos Julgamentos e Tomada de Decisão Pró-diversidade.

De: R$ 197,
Por: R$ 0,

Conceitos construídos a partir de definições dos especialistas mais reconhecidos em cada área, no cenário mundial. Desenvolvido por equipe multidisciplinar.
Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Três (3) meses de participação na Comunidade  Gis (Gestão Inclusiva e Sustentável, à luz das neurociências).

De: R$ 291,
Por: R$ 0,

Os alunos terão acesso gratuito a três meses de participação na Comunidade Gis, que é composta por: (1) um grupo fechado no Facebook destinado para compartilhamento e troca de informações sobre a área e, (2) uma área de membros (em formato digital) que hospeda  a gravação de todos encontros e aulas que ocorrem nessa comunidade de aprendizagem.

Inicio Abril 2021
Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Três (3) meses de acesso à plataforma digital com os conteúdos e materiais extras veiculados na comunidade.

De: R$ 1.500,
Por: R$ 0,

Tenha acesso em qualquer hora ou lugar, durante 3 meses, a todos os materiais e conteúdos postados na plataforma digital de conteúdo. É uma área digital dedicada somente aos membros do curso e da comunidade.
Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Sete (07) eventos ao vivo e online com os professores e convidados para tira-dúvidas


De: R$ 1.400,
Por: R$ 0,

 A cada aula ao vivo, os professores e especialistas estarâo ao vivo em eventos online para tirar dúvidas sobre os temas e aulas, materiais, sempre em formato de mentoria coletiva. 
Os eventos obedecerão o calendário próprio de aulas ao vivo (na 1.a seção dessa página).

Ícone de traços de contorno de uma cabeça humana.

Canal Mobile de Notícias, Novidades e Alertas sobre a Gestão Inclusiva

De: R$ 300,
Por: R$ 0,

Você vai participar do nosso Canal VIP no Telegram, um espaço exclusivo para membros da Comunidade onde compartilhamos insights, avisos, notícias, novas publicações  direto da fonte!
Além de agilizar a comunicação sobre a  entrega de materiais, bônus e novidades.

Quanto este curso realmente vale?

  • Investimento em um Curso sobre Neurociências no mercado brasileiro 
    Custa em torno de R$ 6.000,
  • Tabela de Heurísticas, Vieses Cognitivos, Vieses Implícitos e "Vieses inconscientes". 
    De: R$ 297,   
    Por: R$ 0,
  • Glossário de termos básicos para compreender a neurociência dos Julgamentos e Tomada de Decisão Pró-diversidade. 
    De: R$ 197,  
    Por: R$ 0,
  • Três (3) meses de participação na Comunidade Diversitas de Neurociências & Gestão 
    De: R$ 291, 
    Por: R$ 0,
  • Três (3) meses de acesso à plataforma digital com os conteúdos e materiais extras veiculados na comunidade.
    De: R$ 1.500,
    Por: R$ 0,
  • Sete (07) eventos ao vivo e online com os professores e convidados para tira-dúvidas
    De: R$ 1.400,  
    Por: R$ 0,
  • Canal Mobile de Notícias, Novidades e Alertas sobre a Gestão Inclusiva
    De: R$ 300, 
    Por: R$ 0,

Valor de mercado de todas
 as entregas do curso:
R$ 9.985,

Valor do investimento do 
nosso curso com todos os bônus:
R$ 3.997,

Valor do investimento 
dessa Edição 

R$ 2.597, à vista 
ou 12 x R$ 259,

Valor individual do investimento
para uma dupla de inscritos

R$ 2.397, à vista para cada participante
ou R$ 4.794 ou 12 x R$ 479,

Aproveite o valor especial dessa Edição 
porque conta com uma série de bônus gratuitos.

VENHA ESTUDAR NEUROCIÊNCIAS E FAZER PARTE DO CURSO MAIS COMPLETO E ROBUSTO DO PAÍS SOBRE NEUROCIÊNCIAS E GESTÃO


São duas opções de compra, compre seu curso 
com seu(ua) amigo(a) interessado(a) e tenha desconto!

CURSO
NEUROCIÊNCIAS & GESTÃO

INSCRIÇÃO INDIVIDUAL
( compra com 2 cartões)
CADA PARTICIPANTE

R$2597,
Compra Indiv.: R$  2.597 em até 12 x R$ 259) 
Curso Digital Neurociência e Gestão

6 Bônus Exclusivos
(Materiais e Eventos Digitais)

+

Bônus: 3 Meses na Comunidade de Aprendizagem Neurociência & Gestão
QUERO INSCRIÇÃO INDIVIDUAL
CURSO
NEUROCIÊNCIAS & GESTÃO

INSCRIÇÃO PARA DUPLAS
( A compra é possível com 2 cartões)
CADA PARTICIPANTE

R$2397,
Compra Dupla: R$ R$ 4.794, ou até 12x 479,  
Curso Digital Neurociência e Gestão

6 Bônus Exclusivos
(Materiais e Eventos Digitais)

+

Bônus: 3 Meses na Comunidade de Aprendizagem Neurociência & Gestão
QUERO INSCRIÇÃO
PARA UMA DUPLA
Formas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de PagamentoFormas de Pagamento

Conheça as Parceiras e Patrocinadoras da UniDiversidade

Você também pode investir nesta causa transformadora. 
Faça como nossos parceiros fantásticos. 
Entre em contato com a gente! 
 tamojunto@institutodiversitas.com 
 Logo da CuriOH. Agência de Lançamentos e Infoprodutos.
 Logo da Happy Life. Mobilidade para todos.
 Logo da Wapiya. Gestão de pessoas.
10 Passos para Construir um Poderoso Negócio

Como seu curso será entregue?

Reunimos o melhor conteúdo com a conveniência e praticidade que o Digital nos permite e criamos vários pontos de experiência para nossos alunos.

Através de aulas, encontros digitais, comunidade de aprendizagem, sessões de tira-dúvidas os nossos alunos terão acesso ao mais robusto Curso de Neurociências & Gestão que já foi disponibilizado no Brasil.
Ícone de um microcomputador (laptop), desenhado apenas com traços de contorno.

CURSO 100% 
ONLINE 

Aulas 100% online, gravadas para assistir quando
 e onde quiser, 
durante o prazo de disponibilidade do curso 
(6 meses).
Ícone com dois balões de diálogos. Apenas traços de contorno.

3 MESES DE 
COMUNIDADE

Nos 3 primeiros meses do curso, os alunos poderão participar da Comunidade de Aprendizagem chamada Gis. Que tem o objetivo de Troca de Informações, Debate de Ideias e Networking.

Ícone com desenho representativo de duas pessoas e um balão de diálogo sobre elas. Apenas traços de contorno.

ESPAÇO PARA INTERAGIR
 COM OS ESPECIALISTAS


Aulas ao vivo e Espaços digitais especialmente preparados para que os especialistas possam atender dúvidas dos alunos.

F.A.Q
Perguntas mais frequentes

Como Funciona a liberação das aulas?

As aulas serão disponibilizadas periodicamente, em blocos, a partir de data agendada no calendário do curso. 

Como acessar meu curso?

As aulas serão disponibilizadas em uma agenda de datas, e todas as aulas em vídeo e materiais ficarão disponíveis na Área do Aluno (uma plataforma digital e exclusiva). Para esse acesso, você receberá um login e uma senha para assistir as aulas de boas vindas e orientações, assim que finalizar o período de vendas do curso.

Como assisto às aulas?

Todas as aulas poderão ser assistidas em qualquer aparelho com conexão com a internet. É possível acompanhar o treinamento pelo celular, tablet ou computador. Ao fazer a inscrição, você receberá um e-mail detalhando todo o cronograma de liberação das aulas.

A partir do momento que eu compro,em quanto tempo eu recebo o conteúdo?

Você vai receber o link  de acesso  imediatamente após a confirmação de sua compra. Assim já poderá acessar a aula de boas vindas  e o calendário de liberação das aulas.

O acesso aos bônus serão liberados em calendário próprio, ao longo do curso.

O sistema de pagamento é seguro?

O sistema de pagamento utilizado é da empresa Eduzz. É um dos maiores e mais seguros sistema de pagamentos para treinamentos digitais do país. Suas informações estarão completamente seguras e você não corre risco nenhum.

Qual o tempo de acesso ao curso?

Seu acesso ao Curso estará disponível ao longo de 6 meses e você terá direito a acessar e assistir ao curso quantas vezes você quiser ao longo desse tempo.

Como acesso os bônus?

Os diversos bônus dos cursos vão sendo entregues em calendário próprio, em consonância ao calendário das aulas.